Mausoléu

Mausoléu é o meu primeiro livro de contos solo. Publiquei em 2013 pela Argonautas Editora. O lançamento ocorreu em uma sessão de autógrafos com outros autores fantásticos, durante a 59ª Feira do Livro de Porto Alegre, no encerramento do evento Tu Frankenstein 2.

CapaMausoleuContracapaMausoleu

Sinopse

336 páginas de horror com bruxas, zumbis, lobisomens, vampiros, fantasmas, alienígenas e monstros bizarros!!! Histórias de horror e aventuras extraordinárias!

Palavras do Anfitrião

“Seja bem-vindo, leitor incauto! Eu sou O Anfitrião! Fico muito contente que você tenha chegado até aqui para conhecer a arquitetura do my master! Nesta obra sepulcral sua ótica humana será ofuscada por visões grotescas. Abra a porta e entre na cripta dos insanos para dormir na pedra fria do Mausoléu tendo pesadelos eternos, he, he, he, he”.

Ilustração: Fred Macêdo

Ilustração: Fred Macêdo

“Confira o Prefácio do livro escrito por Cesar Silva“.

O homem que construiu seu próprio mausoléu

“A ficção fantástica brasileira tem na forma curta sua mais bem acabada tradução. Um dos motivos é porque sempre foi difícil ao autor popular chegar a publicação de romances; então a publicação de contos e folhetins em jornais e revistas foi uma possibilidade bem mais viável. Mesmo nos anos recentes, ainda são os contos, reunidos em seletas de diversas temáticas, que têm permitido que um grande número de autores experimentem as dores e as delícias da arte literária.
Que não se enganem os leitores, contudo: escrever um conto não é mais fácil que escrever um romance. Cada formato tem sua linguagem e estrutura, que precisam ser trabalhadas devidamente para atingir a excelência. Só é mais fácil de publicar.
Por isso, é comum que autores novos, antes de se aventurarem na produção de textos longos, trabalhem algum tempo na forma curta. Aos leitores parece também agradar um volume com várias narrativas, pois a publicação de coletâneas tem sido intensa nos últimos anos. E disso se aproveitou Duda Falcão, jovem autor portoalegrense que, desde 2005, tem frequentado as mais diversas coletâneas temáticas organizadas pelas editoras brasileiras.Duda Falcão é professor, graduado em História com mestrado em Estudos Culturais. Ao lado de César Alcázar, outro escritor gaúcho, fundou a Editora Argonautas, com o firme propósito de contribuir para com o crescimento da literatura fantástica brasileira. Tanto que a dupla foi além da simples atividade editorial e associou-se a outros autores para promover o congresso literário Odisseia de Literatura Fantástica de Porto Alegre, realizado em 2012 e 2013 com grande sucesso.
A paixão declarada de Falcão é pelo período Weird da ficção fantástica, que leva esse nome devido a revista Weird Tales, publicada nos EUA entre 1923 e 1954. O periódico ajudou a estabelecer as fundações da ficção fantástica através da publicação de autores como Robert E. Howard, H. P. Lovecraft, Fritz Leiber, Theodore Sturgeon, Robert Bloch, Clark Ashton Smith, August Derleth e Thomas Ligotti, entre outros, num estilo que navega livremente entre os gêneros, indo da fantasia à ficção científica regadas com doses generosas de horror sobrenatural.
Essa é a textura que também caracteriza a ficção curta de Duda Falcão apresentada nesta coletânea: nada menos que 36 contos, a maior parte deles vistos em antologias de editoras como Andross, Estronho, All Print, Multifoco e Literata, publicadas entre 2009 e 2012, bem como em fanzines e na revista Sagas, principal projeto editorial da Argonautas. A variedade de temas também é grande, passando por zumbis, fantasmas, vampiros, bruxas, faroeste, mitologia indígena, jornada pós-apocalíptica, guerreiros pré-históricos, fantasia medieval e muitas outras.
Podem ser lidos aqui alguns dos textos com os quais o autor se revelou, como “Emplumado” e “Museu do terror”, este parte de uma série de histórias publicadas originalmente na internet.
Os contos também revelam a admiração do autor pela obra de Edgar Allan Poe, homenageado em diversos textos, e pela literatura gótica de Mary Shelley e John Polidori, citados textualmente no conto “Humanos, monstros e máquinas”. A coletânea conta ainda com uma boa quantidade de textos inéditos.
É este o Mausoléu que Duda Falcão construiu para si mesmo, devidamente povoado por seus próprios pesadelos que, a partir de agora, vão também assombrar as noites dos valentes que se aventurarem em seus meandros.
Recomendo que levem uma lanterna. Boa sorte”.

RESENHAS

Roberto Causo – Who´s Geek

Léo Otaciano – Marcas Literárias

Fernando Nery – Filósofo dos Livros

Tatiana Inda – Leitora Viciada

Rafa Filth – Biblioteca do Terror

Camila Monteiro – Vida Complicada Demais

Sávio FrançaTudo Online

Patrick Rosário – Corujando Livros

Lord C. – Desenhando em letras

Marcos de Sousa – Desbravadores de Livros

Patricia Vahl – Portal Ju Lund

Joi Cardoso – Estante Diagonal

Everaldo Rodrigues – Canal: Estante Etérea – Vídeo Resenha

Rubens Rusbisco – Canal: Ler Vicia – Vídeo Resenha

Aline Lima – Canal: Sempre Nerd – Vídeo Resenha

Lucas Dallas – Canal: Pulp Fictions – Vídeo Resenha

João Michels – Canal: João Michels – Vídeo Resenha

William de Oliveira – Canal: Literatura Dark – Vídeo Resenha

Guilherme Fernandes – Nirvana Literário – Vídeo Resenha

Guilherme Fernandes – Nirvana Literário – Unboxing

Rafael Machado – Canal: Real x Ficcional -Vídeo Entrevista

Foto: Roberta Scheffer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s