Prêmio ABERST 2018

Em 2018 o meu livro “Comboio de Espectros”, projeto gráfico de Roberta Scheffer e ilustrações de Fred Macêdo, foi indicado na categoria Melhor Projeto Gráfico do Prêmio ABERST – concorreu com outros ótimos trabalhos: “Mulher com Brânquias” de Patrícia Baikal e “O Casamento” de Victor Bonini (vencedor da categoria). Ser lembrado como um dos três melhores do ano fortalece o nosso trabalho e dá maior visibilidade ao livro.

Conquistei o crânio ABERST – troféu fabuloso – na categoria Conto Suspense/Policial com “Os crimes de Dez pras Duas” publicado na antologia “Narrativas do Medo 2” que teve organização do escritor Vitor Abdala – editora Copa Books / Selo Neblina Negra. Os escritores que concorriam nesta categoria eram os talentosos: Rodrigo Ortiz Vinholo com “A Porta da Terceira Hora” e André Comanche com o conto “Morte em 140 Caracteres”.

Os outros agraciados com o prêmio foram Everaldo Rodrigues (categoria de Melhor conto de Terror/Horror com “O Capeta-Caolho Contra a Besta-Fera”), Victor Bonini  (Melhor Romance Policial/Suspense com “O casamento”),  Oscar Nestarez (Melhor Romance de Terror/Horror “Bile Negra” )e Larissa Brasil (apresentada como Revelação do Ano).

O mestre do policial, do suspense e do pulp brasileiro Rubens Francisco Lucchetti ganhou um “crânio” pelo conjunto da obra. O reconhecimento é mais do que merecido.

Todos os profissionais que enviaram os seus trabalhos para concorrer ao prêmio, o público presente e a ABERST estão de parabéns por agregar valor a comunidade literária que se interessa por literatura policial, de suspense e horror.

capa_comboio_layout_capafontalnarrativasdomedoCaveira Aberst